Sabe aquela almofada que está sem graça, precisando de uma cor, uma boa opção é aplicação de square de crochê em almofada.



 

 

 

Na execução do trabalho acima, utilizei um modelo bem diferente que eu queria muito compartilhar, mas como ele não tem gráfico e nem manual  de como é feito (tirei de uma peça antiga, já pronta), então resolvi montar um passo a passo com fotos.  Força na peruca e vamos nessa!

Para tecer este motivo utilizei:

  • Linha sintética na cor vermelha (era um resto de linha, por isto não sei afirmar a quantidade), sua espessura é próxima à da Ciganinha da Fabriella ou da Rayza Baby, só que ela não tem brilho;
  • Agulha de crochê 1,5mm.

Trabalhei da seguinte forma:

  • anel central e 1ª carreira: fazer 10 correntes e fechar com um ponto baixíssimo, formando um anel, então fazer 3 corrente para subir e fazer 23 pontos altos ao redor do anel;

  • 2ª carreira: fazer 6 correntes e uni-las ao circulo com um ponto baixo, os pontos baixos devem ser feitos sempre saltando 1 ponto alto de base (repetir por 12 vezes);

  • 3ª carreira: seguir até o meio da alça (fazer mais ou menos 3 pontos baixíssimos), fazer 3 corrente para subir +1 ponto alto + 1 corrente + 2 pontos altos, encaminhar-se à alça ao lado e fazer 2 pontos altos + 1 corrente + 2 pontos altos (repetir esta execução por todas as alças);

  • 4ª carreira: ir até o centro do leque (fazer mais ou menos 2 pontos baixíssimos), fazer 3 correntes para subir + 1 pontos alto + 1 corrente + 2 pontos altos (basicamente um leque) + 2 corrente e prender com pontos baixo entre os leques da carreira de base (repetir a execução por todos os leques);

  •    5ª carreira: dentro dos leques da carreira de base, fazer 2 pontos altos + 1 corrente + 2 pontos altos (mais uma carreira de leques ) +3 correntes e 1 ponto baixo sobre o ponto baixo da carreira de base;

  • 6ª carreira: saindo do meio do leque, fazer 12 correntes e um ponto baixo no centro do leque seguinte;

  • 7ª carreira: fazer 3 correntes para subir e distribuir pontos altos por todas as correntes, saltando os pontos baixos da carreira de base;

  • 8ª carreira: fazer 3 correntes para subir e distribuir pontos altos sobre os pontos altos da carreira de base;

  • 9ª carreira: fazer 3 pontos altos + 3 correntes, saltar 3 pontos altos na carreira de base e fazer mais 3 pontos altos (repetir a execução por todo o círculo);

  • 10ª carreira: em cada trio de correntes da carreira de base, fazer 2 pontos altos + 1 corrente + 2 pontos altos (mais uma carreira de leques), intercalar cada leque com 2 correntes (repetir por todos os trios de correntes);

  •  11ª carreira: fazer leques (2 pontos altos + 1 corrente + 2 pontos altos) sobre os leques da carreira de base, intercalar os leques com 2 correntes + 1 ponto baixo (nas 2 corrente da carreira de base) + 2 correntes (repetir por toda a carreira de leques de base);

  • 12ª carreira: sobrepor novamente uma carreira de leques sobre a carreira anterior, mas entre os leques, fazer 3 correntes + 1 ponto baixo (sobre o ponto baixo da carreira de base) + 3 correntes;

 Eu repeti a execução deste motivo redondinho mais 3 vezes, o que totalizou 4 motivos e eu os uni lateralmente, com ponto baixíssimo, desta forma:

No centro (para não ficar vazio), tracei 3 retas paralelas de correntes e pontos altos, que atravessavam mais 3 retas paralelas de correntes e pontos altos (não fiz as medidas destas paralelas porque o tamanho depende da tensão do ponto).

Importante!

 P.S.: Para arrematar os motivos e as paralelas tive que queimar as pontinhas de linha. Fiz como descrevi no post em que apresento um suplat que também é tecido em crochê com fio sintético. Se quiser ver como fiz, clique aqui.

Logo em seguida eu prendi o motivo na capa da almofada com alfinetinhos (tem que esticar bem na hora de prender e tomar cuidado para não ficar torto) e fixei com pontinhos bem apertados ao redor de cada círculo.

A propósito, a almofada foi confeccionada em gorgurinho cinzento e aconselho a aplicação do motivo antes da almofada fechada. No caso, apliquei depois da almofada pronta e foi muito mais difícil! Espetei tanto as mãos, que tive de interromper o trabalho inúmeras vezes. Se burrice doesse, agora eu estaria tomando morfina!

Mas valeu a pena! As almofadas nem parece com as originais, cinzentas e sem graça. Deu outra vida!